Mapeamentos de risco viram projeto de habitação para população de Guaraniaçu
18/06/2021 - 18:36

Áreas de risco a desastres socioambientais são uma realidade muito presente no cenário brasileiro, e lidar com estas situações, estabelecendo medidas que diminuam os riscos à população são um grande desafio das gestões locais.

Em 2013, áreas de risco do município de Guaraniaçu começaram a ser mapeadas pelo serviço geológico brasileiro, sendo posteriormente reavaliadas pelos geólogos da Defesa Civil Estadual, que visitaram o município e identificaram os problemas locais.

Durante esta visita, foram feitas diversas orientações ao município para que pudesse adotar medidas de mitigação dos riscos, protegendo a população local. A Defesa Civil Estadual também realizou um treinamento com diversos profissionais da prefeitura para uso do DETECTA, um método de avaliação de riscos, que foi a marca inicial das ações que culminaram no projeto de habitação social para realocação de pessoas das áreas de risco.

Ao todo serão entre 100 habitações que serão contempladas pelo projeto que foi apresentado à um programa de crédito da Caixa Econômica Federal. A autorização para o financiamento ocorreu nesta semana, com a votação na câmara.  

BOA PRÁTICA - Guaraniaçu é exemplo de boa prática! Vale ressaltar que o projeto é uma das ações. Além dela, outras que envolvem a preparação para as situações de desastre como o mapeamento de abrigos e a inserção das áreas de risco no Plano Diretor, também foram e continuam sendo desenvolvidas pelo município. Este é um exemplo que pode ser adotado também por outros municípios, que já contam com informações de partida no SISDC, o Sistema Informatizado de Defesa Civil, fornecido pela Defesa Civil Estadual.

Investir em conhecimento de risco é fundamental e traz resultados!

 

"Defesa Civil somos todos nós!"

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias