Governo dá apoio a municípios atingidos por temporais no começo do mês
10/09/2021 - 20:07

Vendavais e tempestades de granizo que atingiram o Paraná no início de setembro deixaram um cenário preocupante em municípios de diversas regiões do Estado: destelhamentos em casas e edifícios, árvores tombadas e problemas no fornecimento de energia elétrica. Nesta semana, para minimizar os danos, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros intensificaram o apoio às cidades mais atingidas.

Entre os dias 8 e 10 de setembro, os profissionais atenderam 24 municípios mais atingidos e que tiveram prejuízos na infraestrutura. Segundo relatório da Defesa Civil, esses municípios tiveram 12,4 mil pessoas afetadas, sendo que 184 permanecem desalojadas e 21 estão desabrigadas, além de 17 pessoas que foram feridas. Na infraestrutura, foram 2.615 casas danificadas e seis destruídas.

Dentre os municípios mais atingidos está Jandaia do Sul, no Vale do Ivaí, que teve 10.593 pessoas e 2.290 residências afetadas por granizo, além de escolas e prédios públicos.

As demais cidades foram Astorga, Sertanópolis, Mandaguari, Guaraci, Jaguapitã, Londrina, Rolândia, Santa Mariana e Uraí, no Norte; Lidianópolis, Cambira e Lunardelli, no Vale do Ivaí; Carambeí, nos Campos Gerais; Douradina, Iguaraçu, Ivatuba, Marialva, Marilena, Nova Londrina, Ourizona, Paranacity e São Manoel do Paraná, no Noroeste; Figueira, no Norte Pioneiro; e Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba.

O atendimento incluiu distribuição de lonas, auxílio com pessoal e envio de telhas. O apoio aos locais afetados foi feito pelas equipes da Coordenadorias Estadual de Defesa Civil e das Coordenadorias Regionais de Proteção e Defesa Civil, além de bombeiros do 11º Grupamento de Apucarana e voluntários mobilizados pelos próprios municípios.

As equipes do Centro Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastres estão realizando um serviço de acompanhamento e orientação para a documentação necessária para solicitação de recursos para cobertura dos prejuízos.

AJUDA HUMANITÁRIA – Nos municípios em que o problema foi mais severo, afetando comunidades inteiras, a distribuição de ajuda humanitária colaborou para multiplicar os serviços prestados pela Defesa Civil. A população dos municípios organizou campanhas de doação de bens para os cidadãos, dando acolhimento e diminuindo o impacto das perdas.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Fotos: Defesa Civil

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias