Coordenação Estadual

25/07/2018

Defesa Civil alerta sobre cuidados com as crianças durante as férias

Em período de férias escolares, o tempo a mais das crianças em casa deve ser planejado com atenção para evitar acidentes. Dentro da residência, em parques ou na rua é preciso manter a vigilância para que os pequenos possam aproveitar para brincar à vontade e sem riscos. A orientação é da equipe da Defesa Civil de Curitiba.

“A criança está cheia de energia e quer descobrir coisas novas durante o tempo livre. É naquele segundo de distração que ocorre o acidente. Então toda a atenção é necessária”, afirma o coordenador da Defesa Civil de Curitiba, Nelson Ribeiro. Em muitos casos, as crianças acompanham os adultos na cozinha, durante o tempo de preparação dos alimentos, além da hora das refeições. Por isso, cuidados a mais devem ser levados em conta.

“O ideal é que a criança não permaneça nesse local, quando possível com o auxílio de um pequeno portão. Uma panela ou a chama do fogo desperta a curiosidade e a criança pode virar água quente ou óleo em cima de si própria”, alerta Ribeiro.

A recomendação é manter as panelas nas bocas mais afastadas e com os cabos voltados para dentro do fogão. “Talheres devem ser deixados na gaveta mais alta da pia e que esteja, de preferência, travada. O acesso dos pequenos a aquecedores ou fogões a lenha também deve ficar obstruído”, acrescenta o coordenador da Defesa Civil de Curitiba.

Cuidados na rua

Na rua, os cuidados devem ser redobrados. “O adulto deve procurar manter a criança andando para o lado da calçada, não da rua. E a forma recomendada para segurá-la é pelo pulso, e não pela mão, principalmente ao atravessar a rua”, lembra Ribeiro.

E, se o filho for até a casa de um amiguinho, as dicas de segurança básica também devem ser seguidas. “É recomendável que os pais conheçam antes os responsáveis que ficarão cuidando da turminha e ter acesso rápido aos telefones para contato”, diz Ribeiro.

A Defesa Civil também reforça os perigos de empinar pipa perto da fiação elétrica, o que pode provocar choques. “Curitiba tem tantos parques lindos para essa brincadeira. São locais mais seguros e adequados para a atividade”, orienta Ribeiro. Em caso de necessidade, os pais podem acionar a Defesa Civil, pelo telefone 199, ou a Guarda Municipal, pelo telefone 153.

Fonte: COMPDEC Curitiba

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.