• Twitter
  • Facebook
  • Istagram

Coordenação Estadual

11/06/2018

Cemaden e Visiona assinarão protocolo para desenvolvimento de tecnologias e pesquisas na área de desastres geo-hidrológicos

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) – unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) – e a Visiona Tecnologia Espacial S.A. assinarão, no próximo dia 18, Protocolo de Intenções com o objetivo de desenvolverem, em conjunto, soluções baseadas em sistemas e sensores de satélites de observação da Terra e coleta de dados. A cooperação objetiva, também, o desenvolvimento de tecnologias que resultarão em uma melhoria considerável no gerenciamento das plataformas de coletas de dados do Cemaden. Tais plataformas são usadas no monitoramento e na emissão de alerta de desastres geo-hidrológicos, como movimentos de massa ou deslizamentos, inundações e enxurradas.

A assinatura ocorrerá na sede do Cemaden, no Parque Tecnológico de São José dos Campos, no próximo dia 18 de junho, às 14 horas, com a presença dos diretores do Cemaden e da Visiona, além de autoridades de instituições federais e locais.

Criado em julho de 2011, o Cemaden é uma Instituição que desenvolve capacidade científica, tecnológica e de inovação para continuamente aperfeiçoar o monitoramento e a emissão de alertas de riscos geo-hidrológicos. A rede de observação do Cemaden é constituída por quase 6 mil sensores distribuídos em todo o território nacional. São os dados desta rede de observação que transitarão, no futuro, através de satélites desenvolvidos pela Visona. Atualmente, o Cemaden monitora 958 municípios prioritários, em todo o território nacional.

A Visiona é uma joint-venture entre a Telebras, empresa de economia mista do setor de telecomunicações, e a Embraer Defesa & Segurança, empresa privada líder nos setores aeroespacial e de defesa. Criada em maio de 2012, a Visiona integra sistemas espaciais, com programas de absorção de tecnologia e desenvolvimentos próprios na área aeroespacial. É considerada uma das ações prioritárias no Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE) para atender aos objetivos e às diretrizes da Política Nacional de Desenvolvimento das Atividades Espaciais (PNDAE) e da Estratégia Nacional de Defesa (END).

Com a assinatura do protocolo, o Cemaden e a Visiona irão projetar, em conjunto, plataformas espaciais e integrar novas tecnologias que suportem processamento de grandes volumes de dados armazenados, a serem aplicadas nas atividades relacionadas ao monitoramento e emissão de alertas de desastres naturais no Brasil.

A Visiona em colaboração com a Embrapii e o Instituto Senai de Inovação assinaram, recentemente um convênio que visa o desenvolvimento do primeiro nanosatélite brasileiro de alta resolução espacial e coleta de dados de estações hidrometeorológicas beme como para projetos de Internet das Coisas (IoT). Este nanosatélite possibilitará o primeiro resultado para o Protocolo de Intenções Cemaden-Visiona.

(Fonte: Ascom-Cemaden e Visiona)

Fonte: Cemaden

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.