Coordenação Estadual

07/06/2018

Governo reforça ações de saúde nos 399 municípios do Paraná

Os 399 municípios paranaenses recebem um reforço para combater doenças transmitidas por insetos, a exemplo da dengue e febre amarela, criar campanhas de vacinação e outras ações de vigilância sanitária, vigilância ambiental, saúde do trabalhador, laboratórios de saúde pública, além de compra de veículos para transporte sanitário, capacitação de profissionais e ações de promoção da saúde. Nesta quarta-feira (6), a governadora Cida Borghetti confirmou a liberação de R$ 35 milhões para as prefeituras, dentro do programa Fortalecimento e Qualificação da Vigilância em Saúde (Vigiasus), da Secretaria de Estado da Saúde.

Também foram liberados R$ 15,5 milhões para 17 municípios que recebem turistas ou estão em áreas de fronteira, dentro do programa Saúde do Viajante. O total soma R$ 50 milhões.

Cida afirmou que o Governo do Estado tem compromisso com a saúde pública, uma das áreas mais sensíveis e que mais precisa de apoio. “Cabe a nós, gestores públicos, dar ferramentas e garantir os recursos necessários para que os municípios e seus profissionais possam exercer suas funções e oferecer uma saúde de qualidade aos paranaenses”, disse ela.

INÉDITO - “O Paraná é o único estado brasileiro a ter um incentivo estadual para a vigilância em saúde com este volume de recursos”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Antônio Nardi. Ele lembrou que a atuação dos municípios com estas ações previnem doenças e ampliam o atendimento à população. “No caso de combate à dengue, por exemplo, todas as áreas governamentais, e também não governamentais, têm um compromisso com essa luta e estão participando do controle da dengue e outras arboviroses”, disse ele.

Desde 2013, o Governo do Estado já destinou por meio do programa Vigiasus R$ 197,8 milhões aos 399 municípios do Estado. Em cinco anos, foram adquiridos 579 veículos, 6.570 equipamentos e oferecidas quase 10,5 mil horas de capacitação profissional pela Escola de Saúde Pública do Paraná.

SAÚDE DO VIAJANTE - Pelo programa Saúde do Viajante, os recursos vão para 17 municípios que recebem grande fluxo de turistas ou estão em regiões de fronteira. O dinheiro é para custeio de serviços de saúde e aquisição de equipamentos. “São avanços importantes que promovem uma resposta mais rápida às demandas da população”, disse a governadora.

Paranaguá, no Litoral do Estado, está entre os municípios que receberam estes recursos. “São R$ 2,4 milhões, essenciais para garantirmos um melhor atendimento às pessoas que vêm de fora. Afinal, é uma cidade turística e, além disso, passam por Paranaguá, todos os dias, 5 mil caminhoneiros, em direção ao Porto de Paranaguá”, disse o prefeito Marcelo Roque. Ele lembrou que na alta temporada a Ilha do Mel também recebe cerca de 5 mil visitantes todos os dias.

Desde 2015, ano em que o programa foi criado, o Governo do Estado já repassou R$ 39 milhões às prefeituras para ampliarem as medidas de atenção e saúde e campanhas de conscientização para os turistas. A ideia é evitar que o viajante contraia uma doença durante o percurso e a leve para um novo território.

COMITÊ – No mesmo evento, a governadora também assinou um decreto que institui o Comitê Interinstitucional para Controle da Dengue e outras Arboviroses no Estado do Paraná, formado por órgãos do Governo do Estado e representantes empresariais e entidades que atuam na área da saúde. “O objetivo do comitê é implementar ações de mobilização para intensificação do combate aos vetores das arboviroses, em especial o mosquito Aedes aegypti”, lembrou o secretário Antonio Carlos Nardi.

Além disso, a governadora também lançou o programa Estadual de Logística Reversa de Medicamentos, que vai promover campanhas anuais de destinação de medicamentos em pontos de coleta/recebimento, com o objetivo de evitar o descarte inadequado. Leia AQUI matéria completa sobre esse assunto.

PRESENÇAS - Participaram da solenidade os secretários de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antônio Carlos Bonetti, e de Assuntos Estratégicos, Edgar Bueno; o presidente do BRDE, Orlando Pessuti; e os deputados estaduais Maria Victoria, Pedro Lupion, Luiz Claudio Romanelli, Douglas Fabrício, Evandro Junior, Artagão Júnior e Elio Rush.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.