Defesa Civil envia mais caminhões com ajuda humanitária a municípios
03/06/2019 - 14:48

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil liberou nesta segunda-feira (3) o terceiro caminhão com materiais de ajuda humanitária aos municípios mais atingidos pelas chuvas dos últimos dias, todos já com decretos de situação de emergência. A prefeitura de Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), recebeu 3 mil telhas, além de 50 conjuntos de dormitório (colchão, travesseiro, cobertor e lençol), 50 de higiene (sabonete, paste de dente) e 50 de limpeza (água sanitária, sabão, detergente).

Após triagem, caberá às prefeituras encaminhar a distribuição. “Sempre para os que estão mais vulneráveis”, alerta o tenente Marcos Vidal, da Defesa Civil. Está prevista também a entrega de outras 3 mil telhas para Pinhais.

A mobilização desta segunda-feira completa a ação do sábado (1º), quando Piraquara e Rio Branco do Sul receberam cada um 3 mil telhas e 100 conjuntos dos três modelos. A Defesa Civil disponibilizou ainda 500 lonas para as 39 cidades do Estado que sofreram prejuízos com o temporal de quinta-feira (30). Ao todo, o órgão contribuiu com R$ 400 mil.

A ajuda, explica o tenente Vidal, priorizou os municípios mais atingidos pela chuva, vendaval e granizo que tiveram de decretar situação de emergência por causa dos danos, seguindo determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Ajudamos os municípios em que fica comprovada que a situação de emergência passa a capacidade local de assistência”, afirma o tenente Vidal.

Piraquara foi a cidade mais atingida pelas chuvas. O município teve 1051 residências afetadas, além de 13 escolas e Centros Municipais de Educação Infantil. Já em Rio Branco do Sul outras 893 residências sofreram algum tipo de dano. “O atendimento mostra o compromisso do nosso Governo com a agilidade e eficiência no atendimento à população”, destaca o coronel Ricardo Silva, coordenador Estadual de Defesa Civil.

NOVO BOLETIM – A Defesa Civil informa, em boletim atualizado às 9 horas desta segunda-feira (3), que chegou a 29.516 o número de pessoas atingidas pelo temporal da semana passada. Foram danificadas 5.110 casas. Dos 676 desalojados, 198 permanecem fora de suas residências. Em Guarapuava, uma criança de oito meses morreu devido ao desmoronamento de um muro. Duas pessoas ficaram feridas.

 

Fonte: Agência Estadual de Notícias